Consumo Carros, Consumo Motos, Consumo Combustível

Crescimento de 16,3% nos emplacamentos de veículos no Brasil: um sinal de recuperação para o setor automotivo!

0

O setor automotivo no Brasil está passando por um momento de incerteza devido à crise econômica. Mas, felizmente, a indústria vem reagindo positivamente e a notícia boa é que, de acordo com dados recentes, houve um crescimento de 16,3% nos emplacamentos de veículos no país.

Esta é uma indicação de que o setor está se recuperando, o que nos traz alívio em meio a essa difícil situação econômica. Vamos descobrir mais sobre essa boa notícia!

Crescimento de 16,3% nos emplacamentos

Conforme a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), os emplacamentos de veículos no Brasil registraram um crescimento de 16,3% em janeiro de 2023 ante o mesmo período de 2022, totalizando 268 mil unidades vendidas.

crescimento de 163 nos emplacamentos
Aumento no emplacamento. Fonte/Reprodução: original.

Esse resultado é positivo para o setor automotivo e mostra que os consumidores brasileiros estão mais confiantes na economia e dispostos a investir em veículos 0km.

O que indica o crescimento dos emplacamentos?

Segundo o presidente da Fenabrave, Andreta Jr., a sazonalidade e a situação conjuntural do País explicam as diferenças nos números. Isso porque em janeiro de 2022 o setor registrou o pior resultado para o mês desde 2017 devido à crise de abastecimento global e à variante Ômicron da Covid-19 que causava grande preocupação na população.

Quais segmentos tiveram destaque?

Dentre os segmentos que apresentaram destaque está o de motos, com alta de 23,23%. Já no segmento de automóveis, foi registrado um crescimento de 12,65%. Esses dados mostram que os consumidores brasileiros estão mais confiantes na economia e dispostos a investir em veículos 0km, gerando mais empregos e movimentando a economia.

O que precisa ser feito para manter esse crescimento?

No entanto, é importante destacar que ainda é preciso cautela para que o setor continue crescendo. Afinal, a pandemia da Covid-19 ainda não acabou e pode afetar negativamente as vendas se houver um novo surto.

Além disso, outros fatores como a inflação e a instabilidade política também podem influenciar nas vendas. Portanto, é preciso que os governantes tomem medidas para incentivar o consumo e promover um ambiente favorável às vendas de veículos 0km. Isso inclui reduzir impostos e adotar políticas que estimulem o crédito para aquisição de veículos.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia Mais